Programa:

Estes ciclos de formação vão revelar os sinais importantes que fazem o corpo envelhecer e provocar doenças crónicas e de que forma é possível intervir para aumentar a qualidade de vida.

1º Ciclo - MARCAS DO ENVELHECIMENTO:

O objetivo desta formação é argumentar cientificamente sobre os pontos principais das marcas do envelhecimento e estabelecer, na prática clínica, como é possível intervir, com suplementos alimentares e nutracêuticos, para aumentar a qualidade de vida e longevidade.

 

O envelhecimento é uma acumulação progressiva, dependente do tempo, de alterações celulares e tecidulares significativas, incluindo alterações fisiológicas, estruturais e funcionais, levando a perturbações funcionais e a uma maior vulnerabilidade. Este processo está associado a eventos moleculares tais como instabilidade genómica, atrito telomérico, alterações epigenéticas, perda de proteostase, desregulação da sensibilidade aos nutrientes, disfunção mitocondrial, senescência celular, esgotamento das células estaminais e alteração da comunicação intercelular, que podem ser denominadas de "marcas do envelhecimento".

2º Ciclo - IMUNOSSENESCÊNCIA:

ENVELHECIMENTO IMUNOLÓGICO

O objetivo desta formação é determinar as principais marcas do declínio imunológico e estabelecer protocolos clínicos com os suplementos alimentares e nutracêuticos chave para controlar a imunossenescência.

 

Em cerca de 2 séculos, a esperança média de vida humana aumentou de 40 para 80 anos, em grande parte devido a avanços médicos. No entanto, é provável que o sistema imunitário humano não tenha evoluído para proteger o hospedeiro ao longo de uma vida tão prolongada.
Imunossenescência é um termo que descreve as mudanças no sistema imunitário da população envelhecida. As marcas da imunossenescência incluem uma capacidade reduzida de responder a novos antigénios, aumento das respostas de memória e um nível persistente de inflamação de baixo grau que tem sido apelidado de "inflammaging”.
O principal objetivo da imunologia nutricional é estudar em pormenor os efeitos dos nutrientes sobre o sistema imunitário. Os nutrientes em si podem mediar respostas pró e anti-inflamatórias e modular doenças inflamatórias crónicas e autoimunes.